contato@portalmacauense.com.br

ABC volta a vencer e encosta na briga pelo G-8

O ABC voltou a vencer no estádio Frasqueirão, bateu o Remo por 3 a 1 e está de volta à briga por uma vaga no G-8. Com o resultado, a equipe subiu três posições na tabela de classificação, chegando a décima colocação e se encontra a três pontos do Ypiranga-RS. A equipe gaúcha fecha o grupo de classificação para a segunda fase e, na próxima rodada, fará um confronto direto contra o Alvinegro, em Erechim-RS.

Os gols da importante vitória abecedista foram marcados por Jenison, Lucas Sampaio e Daniel Cruz, enquanto o garoto Felipinho, com um chute que ainda desviou em um defensor alvinegro, descontou para os paraenses.
A equipe, que ainda enfrenta dificuldades em obter bons resultados no Frasqueirão, começou a partida tomando um grande susto. Ytalo obrigou o goleiro Pedro Paulo a realizar uma grande defesa praticamente na saída de bola. Minutos depois o Alvinegro devolveu o susto, Iago, com um bom chute de dentro da área, fez Marcelo Rangel trabalhar para evitar o gol. Aos 8 minutos, Matheus Rocha substituiu Felipe Albuquerque, que deixou o campo contundido.

Com maior precisão em relação ao confronto anterior, o ABC marcou seu primeiro gol aos 22 minutos. Lima fez uma boa jogada pela direita e cruzou na medida para Jenison, que bateu forte, pelo alto, fazendo 1 a 0. O gol refletiu a melhor atuação dos potiguares, que ampliaram aos 25 minutos com um chutaço de Lucas Sampaio de fora da área. Ele bateu de primeira, com efeito, tirando a chance de defesa de Marcelo Rangel.

A desvantagem afetou o Remo, que ficou apático e preso na marcação abecedista. Os paraenses praticamente não conseguiram ameaçar os donos da casa, que continuaram em busca de ampliar a diferença. Essa foi apenas a segunda vez que o Alvinegro marcou mais de um gol em um jogo pela Série C. Somente na reta final da primeira etapa, os paraenses conseguiram chegar com perigo na área dos potiguares, que seguraram a vantagem.

Disposto a buscar o prejuízo na etapa complementar, o Remo se lançou ao ataque e passou a rondar com perigo o arco defendido por Pedro Paulo. Só que, enquanto ainda tinha fôlego, o Alvinegro conseguiu responder a altura. E quando o cansaço começou a bater, os remistas diminuíram a diferença aos 30 minutos, com Felipinho mostrando oportunismo.

Logo após o lance, um torcedor paraense invadiu o campo e foi arrancar uma faixa da torcida abecedista no alambrado, o que gerou uma grande confusão com a invasão de outras dezenas de pessoas ao gramado. o resultado disso foi que o jogo ficou paralisado por 12 minutos, esfriando aquela que poderia ter sido a reação dos visitantes.

Depois de muitas tentativas frustradas de empates e cheio de atacantes no time, o Remo vacilou na marcação, permitindo que Daniel Cruz avançasse com a bola dominada. O atacante tabelou com Walfrido e recebeu uma bola açucarada, na cara do gol. Ele tocou com categoria e marcou o primeiro e decisivo gol com a camisa alvinegra, fechando a vitória.

Wallyson fica no clube, mas Daniel e Varão devem sair

O atacante Wallyson está com a presença assegurada no ABC até o final da participação do clube na Série C. O atleta, que tinha contrato até o final do mês de junho, assinou na tarde desta segunda-feira (24) um novo vínculo com o Alvinegro que irá até o término da disputa do Brasileiro, prevista para ocorrer em novembro.

Essa, pelo menos, é uma boa notícia para a torcida abecedista que vê jogadores como Eirck Varão e Daniel querendo deixar o clube, pelo fato de terem recebido melhores ofertas de equipes da Série B e do exterior.

Daniel apenas comunicou o surgimento de uma proposta, mas Varão foi além, tentou o desligamento do ABC por vias judiciais, mas teve a solicitação indeferida pela Justiça Trabalhista. O clube potiguar tentou uma composição com o Amazonas, tentando liberar alguns atletas do representante manauara em troca, mas não foi atendido em seu pleito e não pretende facilitar a negociação.

Em relação a Wallyson, na atual temporada, o atleta, juntando todas as competições do ano, já participou de 28 jogos e marcou seis gols.

A assinatura do novo contrato ocorre quando o jogador não é mais unanimidade entre torcedores abecedistas e nem entre alguns ex-companheiros de clube e que também se destacaram com a camisa alvinegra quando estavam em atividade. Para o atacante Ivan, Wallyson já está fazendo hora-extra no ABC.

“O momento certo de parar foi naquele episódio da briga com Fernando Marchiori, ele não teve o contrato prorrogado e passou oito meses longe do futebol. Tem muito treinador que não gosta de dividir as atenções com um ídolo no clube. Mesmo se cuidando e disposto a retornar ao ABC, ele não conseguiu ser o mesmo. É muito diferente a gente buscar manter a forma em casa do que trabalhar todos os dias num clube acompanhado por uma equipe de profissionais”, afirmou.

Ivan, que fez as declarações numa entrevista durante o programa Bate-Bola Natal, na JP News, faz questão de ressaltar que não possui nada contra Wallyson. “Isso aqui não é uma crítica velada ao atleta. É apenas a visão de um profissional que também sofreu o que ele vem sofrendo e que não teve vergonha de descobrir que não dava mais”, ressaltou.

TN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *